Terramote 351 - Logo

Terramote 351 - Logo

segunda-feira, 21 de março de 2016

esquecido esquecimento


Quando se fechou aquela mesmo porta, agora repleta de ferrugem e esquecimento, pela última vez?
Quando escutou pela última vez o riso de uma criança a soltar-se no horizonte dos montes em redor?
Poucos desígnios são tão trágicos para uma aldeia como o de uma escola que fecha … os desígnios das crianças que já não há … ou que, havendo, mal chegam para preencher as quatro paredes de uma escola tão modesta e humilde …
Poucos desígnios são tão trágicos como o de assistir ao tempo esculpindo o seu mais inexorável esquecimento nas paredes, nos poucos móveis que ficaram como testemunho museológico, ou num ou outro caderno que já não soletra senão a tez do pó e da sujidade …
Quando se acreditou pela última vez num futuro que não fosse uma contagem decrescente até ao “último” que ainda persiste …
ainda há esperança?
Por agora ficam estas imagens que comovem tão profundamente o espírito …

Sem comentários:

Enviar um comentário